Ebserh contratará mais de 6 mil profissionais

Militares Venezuelano fazem exercícios contra suposta ameaça do Brasil.

Os exercícios, verificados em vários prédios públicos, bairros de Caracas e outras regiões são chamadas de "Escudo Bolivariano 2020".


Força Armada Nacional Bolivariana e da Milícia realizaram neste fim de semana várias manobras em diversos locais da Venezuela. Segundo o Presidente Nicolás Maduro, para se preparem contra planos de agressão dos Estados Unidos, Colômbia e Brasil.

De acordo com o ministro de Defesa venezuelano, Vladimir Padrino, em entrevista ao canal estatal VTV informou que mais de 2,3 milhões de combatentes participaram dos exercícios militares em "todo o território" do país.

São chamadas de "Escudo Bolivariano 2020" as manobras verificadas em diversos prédios públicos, bairros de Caracas e outras regiões.

Em sua conta no Twitter o presidente Nicolás Maduro, informou que o objetivo dos exercícios é "defender a integridade territorial, a independência e a soberania nacional". Ele afirmou nesta semana em entrevista que o país está se preparando contra supostos planos bélicos dos presidentes da Colômbia Iván Duque e do Brasil, Jair Bolsonaro.

No ano de 2019, as Forças Armadas Venezuelana realizaram três manobras militares com a intenção de provar a capacidade de defesa do país. Deu início entre os dias 10 e 15 de fevereiro e Maduro os classificou como "os exercícios militares mais importantes da Venezuela". Em julho e setembro ocorreram os outros dois treinamentos.

Comentários